Kraft the home store na Casa Cor Paraná 2016 – Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande – Cozinha Gourmet

Uma Cozinha Gourmet que respira e integra


cozinha_gourmet]

 

Premiado como o Ambiente Mais Visualizado no site da Haus e eleito como o Ambiente com Melhor Exposição do Produto pela Casa Cor 2016, a Cozinha Gourmet é um ambiente que reflete a importância que a cozinha passou a ter para o bem morar nas últimas décadas.

Nesta leitura do Arquiteto Luiz Maganhoto e do Designer Daniel Casagrande não passa despercebida a generosidade nos espaços e na circulação fluida, a simplicidade e praticidade dão o tom para a atmosfera familiar e lúdica.

A inspiração na natureza é visível pelo uso da madeira Faia que reveste paredes, floreiras, armários, bancada, mesa e cadeiras de balanço e inclusive o forro do teto, não deixando de lado a tecnologia e o luxo das peças escolhidas com muito critério para abrilhantar este conceito de convivência informal.

A divisória em 3D, feita em neoprene na cor amarelo caterpillar, que significa lagarta em português, traz luz, calor e energia para contrapor a calma e tranquilidade da madeira clara.

É um espaço para conviver em família com muito charme. A cozinha Gourmet recebeu móveis e objetos de design assinados por expoentes nacionais e internacionais. Basta atentar ao espremedor de cítricos Juicy Salif, de Philippe Stark, a Chaleira Pito do canadense Frank Gehry, o ralador de queijo Todo, por Richard Sapper, os baldes de gelo e saleiros da Italiana Alessi, e perceber humor e descontração com muito estilo.

 

 

Produtos

Pensada para priorizar materiais sem desperdícios, duradouros e funcionais, a Cozinha Gourmet remete ao prazer da memória afetiva da infância, o sentar à mesa é muito fácil, e mais fácil é se deixar levar pelo balanço leve, suave, para de envolver e se entregar. No lado oposto ao moderno painel amarelo, as cadeiras One com base de concreto do designer Konstantin Grcic na mesma cor, são únicas, e remetem ao lado o lúdico do origami.

Não se pode deixar de notar as esculturais poltronas Eduardo, desenhadas por Leonardo Bueno, que junto aos bancos Trik, de Marcelo Kiokawa, criam clima para uma leitura, ao lado do revisteiro cachorro e seu bebedouro, da Alessi.As banquetas Spoon, de Antonio Cetterio, arrumadas aos pares na cor branca de um lado do balcão e na cor preta do outro lado, oferecem um convite para chegar mais perto do chef do dia. A escultura de Eleuthério Netto finaliza o Décor.

Entenda como este ambiente foi concebido, nesta entrevista exclusiva para a Kraft the home store, e inspire-se.

Kraft The Home Store – É possível perceber arrojo e ludicidade ao colocar balanços junto a mesa de jantar, também suspensa. Como aconteceu a concepção desta ideia?

Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande – Nossa inspiração veio das crianças. Temos dois filhos pequenos e eles adoram balanço. Partindo disso, transferimos essa atmosfera lúdica para o nosso espaço e desenvolvemos uma mesa com balanços autoportantes – não estão presos ao teto – pois, desta forma, podem ser utilizadas tanto em ambientes internos como externos. Acreditamos que a sensação transmitida pelos balanços é de liberdade, de ter total controle sobre o seu corpo e até onde ele pode chegar.

KTHS – E o projeto, qual foi o primeiro objeto que iniciou o processo criativo? De onde ele partiu e que caminho percorreu até a sua finalização?

LMeDC – Partiu da textura da madeira. Com relação ao mobiliário solto, utilizamos as poltronas Eduardo, do Leonardo Bueno, como ponto de partida.

 

foto_003

KTHS – Em que perfil de cliente a Cozinha Gourmet foi inspirada?

LMeDC – Um projeto pensado para uma nova geração de famílias, que buscam ambientes funcionais, porém, com características peculiares, como uso da madeira, quase que em seu estado ¨in natura¨ ou seja, a busca pela sensação de estar próximo ou até mesmo conectado com o mundo exterior e suas fontes naturais.

KTHS – Como os móveis de design e objetos escolhidos na Kraft se conectaram no perfil da cozinha Gourmet?

LMeDC – A madeira clara, o fato de ter menos móveis ou objetos no espaço remetem ao design escandinavo, com pegadas industriais tecnológicas como o pé direito alto, a coifa preta e as luminárias.

KTHS – Os eletrodomésticos não estão a mostra, dá para sentir uma pegada futurista com as formas orgânicas do balcão onde estão embutidos o forno, e o cook top.  O futuro das cozinhas é este? Informal, alegre, orgânico, ecológico e limpo? Que lição podemos tirar do que está por vir?

LMeDC – Os espaços da cozinha, ou como é chamada por muitos Gourmet, deixa de ser isolado, e passa a fazer parte do todo da casa. Isto significa que a Cozinha Gourmet, é uma das principais atrações do nosso jeito de morar, integrando as famílias, amigos e todos aqueles que gostam de receber com satisfação e aconchego. Nossa pesquisa se baseia em materiais eficazes e duradouros, sem pretensão de modismo algum, apenas seguindo a evolução tecnológica aliada aos recursos existentes, sem desperdícios.

 

foto_002

KTHS – O amarelo traz uma energia solar muito aconchegante.  Conte-nos um pouco sobre esta paleta de cores deste projeto.

LMeDC – O amarelo caterpillar foi a cor escolhida para o projeto. Acreditamos que cor é vida, e o que dá origem a tudo é o sol. Por isso escolhemos este tom, que transmite energia, luz.

foto_004

fast_forward_MAGANHOTO_CASAGRANDE

Um hotel inesquecível e por que?
Cappadocia Cave Suites, em Goreme na Turquia – Desfrutar de conforto dentro da arquitetura criada pela natureza!

Um museu para voltar?
Museu do Louvre

Um Filme inspirador?
METROPOLIS (1927) de Fritz Lang

Um Livro inesquecível?
Dom Quixote de Miguel de Cervantes

Música ou banda que os acompanha?
Roupa Nova

Um sonho a realizar?
Conhecer nossos netos.

Um lugar para conhecer?
Índia

Deixe uma resposta