Entrevista com Daniel Katz

Daniel KatzFormado em Design Gráfico na UFPR, e pela Escola Nacional Superior de Artes Aplicadas, em Paris, Daniel começou fazendo retratos, sua outra paixão, a arquitetura, tem grande destaque e recebem sua assinatura muitos portfólios de grandes escritórios de arquitetura. É colaborador frequente de revistas nacionais e também da refinada Wallpapper.

KRAFT THE HOME STORE – Primeiramente gostaríamos de te parabenizar pela participação junto a Silvia Franzoni, na vitrine da Kraft the home store, nesta linda homenagem à primavera. Nos conte um pouco da sua trajetória profissional.

DANIEL KATZ – Comecei muito cedo, aos 14 anos, tenho ainda meu primeiro livro de fotografia.
Cresci no escuro das projeções de slide em família. Sempre fui fascinado pela transformação da luz em imagens.
Não parei mais desde então, e foi o fio condutor da minha vida profissional.

KTHS – Como foi estudar em Paris?
DK – Terminei o curso de Design Gráfico, mas ainda queria ter mais um tempo para me dedicar a fotografia e de uma maneira bem livre.
Não haviam escolas no Brasil com formação superior em fotografia. Os dois anos de especialização se tornaram um capitulo na minha vida de 10 anos na França.

KTHS – A fotografia digital, como aconteceu a transição dos filmes para o cartão de memória?
Gosto da ideia de ter passado uma transição importante no universo da imagem.
Trouxe uma praticidade e uma versatilidade muito grande. Gosto de imagens granuladas, o grão dos filmes 35mm….acho uma pena, um certo romantismo que havia em todo o processo. As ferramentas de agora são outras e vieram para melhorar o trabalho. Eu gosto.
DK – Ainda usa filme? Revela?
Sim as vezes quando viajo e posso revelar onde estou.

Camera

  1. KTHS – O que você registra em seu Instagram? Quem você segue ou o que gosta de ver?
    DK
    – É um autorretrato. Sigo pessoas de universos variados. Sou curioso, e esta variedade de certa forma me oxigena.
  1. KTHS – O mercado de decoração tem consumido a cada ano, mais fotografia como obra de arte. Valorizando a fotografia não apenas na posição de retrato de família, mas como expressão artística contemporânea. Como você enxerga este momento promissor?
    DK – A diferença de alguns anos para cá é que o entendimento da fotografia com expressão artística vem crescendo ocupando grandes espaços em grandes coleções de arte. Enxergo de maneira positiva, quanto mais se consome mais se cria.
  2. Daniel Katz Instagram
  3. KTHS – Gostaríamos de saber quais foram as suas inspirações, seu processo criativo para a os cliques escolhidos pela Silvia e que iluminaram a nossa vitrine
    DK – As imagens da vitrine fazem parte de fotografia de still que eu fiz durante um filme realizado para a Bubble Assessoria Criativa.
    O titulo é Dannah

    A arquiteta Silvia Franzoni, gosta de fotografia e usa muito bem em seus projetos. Melhor ainda, ela não tem medo de arriscar.

  4. FAST FORWARD

    • Um hotel inesquecível e por que?
      La Mamounia, Marrakech. Implantação na cidade, conforto, serviço, beleza do lugar e sobretudo beleza dos hóspedes.
      http://www.mamounia.com
      Um museu para voltar?
      Museu de Arte da Bahia, Solar do Unhão, Salvador!

      Um Filme inspirador
      The Hunger, (intitulado Fome de Viver aqui no Brasil) Filme britânico de 1983 com David Bowie e Catherine Deneuve.

      Um Livro inesquecível
      Difícil……”La vie devant soi!” Um romance de Émile Ajar, suposto pseudônimo de Roman Gary.  A história já teve adaptações para o cinema, tv e no teatro.

      Música ou banda que você acompanha?
      Gosto de deep house e isto já me faz escutar muita coisa variada.

      Um sonho a realizar
      Volta ao mundo em 365 dias! Com certeza!

      Um lugar para conhecer
      Se for uma dica: Fernando de Noronha
      Se for um lugar para eu conhecer: Butão.

    fast_forward_daniel_katz

Deixe uma resposta