Conheça o artista que está falando de arte na cidade das Olimpíadas!

Entre maio e junho, ele fez a pirâmide de vidro projetada por I. M. Pei em frente ao Museu do Louvre “desaparecer” numa instalação que a cobriu com uma foto gigante camuflando-a com a fachada do prédio.  Conhecida como “JR au Louvre”, a instalação contou com 603 peças em forma de losango e 70 triângulos, para cobrir todas as peças de vidro que somam 20 metros de altura.

louvre

Mas ele gosta mesmo é do Rio de Janeiro!

O artista plástico e grafiteiro francês JR possui vários projetos provenientes de centros urbanos marginalizados em países como França, Israel, Cuba, Estados Unidos, Palestina e Brasil. A relação frutífera de JR com o Brasil inicia em 2008, ano que entrou na favela Providência, no Rio de Janeiro, e após conhecer e ouvir as histórias de diversos moradores, criou uma instalação para ser vista de longe chamada Womem are Heores. Foram estampadas 40 casas com fotografias de mulheres que tiveram perdas de entes queridos, filhos e maridos em confrontos com a polícia. Estas fotos de seus rostos, de seus olhos, cobriram o morro e levam a refletir sobre seus papeis na sociedade.
Esta proximidade, empatia e envolvimento dá credibilidade ao trabalho, é possível ver a força urbana, cosmopolita e humana circulando em suas criações.

women

Na última semana, marcada pelo início das Olimpíadas, o Rio de Janeiro recebeu três obras do artista.  Ao passar pelo Aterro do Flamengo, é possível se deparar com um enorme outdoor em cima do Edifício Hilton Santos. Trata-se de uma instalação feita com andaimes e uma foto gigante de um atleta saltando o edifício. Trata-se da homenagem ao atleta do Sudão Mohamed Younes Idriss, de 27 anos, recordista africano de salto em altura, que não pode participar das Olimpíadas porque se machucou antes da prova de qualificação.  JR conseguiu trazê-lo desta forma. Outra instalação que está chamando a atenção de quem passa pela Barra da Tijuca é a de um nadador de braços abertos, voando, segundos antes de tocar a água. Esta teria sido sua primeira instalação usando esta técnica e teria levado quase um ano para ficar pronta. Estas instalações fazem parte do projeto Inside Out, que já passou por diversos países.

chute

Além das fotografias dos atletas, o projeto consiste fotografar e imprimir retratos para serem coladas em muros. É possível participar através das cabines fotográficas itinerantes do projeto, hoje é possível encontrar uma cabine e uma longa fila no Boulevard Olímpico da Praça Mauá, após do Galpão 1, até dia 14 de agosto das 12h ás 20 horas. Quem não estiver no Rio pode enviar por e-mail seu arquivo e receber em casa a foto impressa e instruções para colar.

maracana

fotos

Em breve serão apresentados a mergulhadora no Quebra-Mar e um mosaico de fotos no Boulevard Olímpico, na nova Zona Portuária.

Participe do Projeto Inside Out, acesse

http://www.insideoutproject.net/en/participate

https://www.facebook.com/InsideOutProject/

 

Deixe uma resposta